Mantega afirma que crise política não terá impacto na economia

O ministro do Planejamento, Guido Mantega, afirmou que a turbulência política vivida recentemente pelo Brasil é transitória e não terá impacto na economia do País. Durante a reunião anual do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mantega disse que o governo tomou as medidas apropriadas ao lidar com a crise e tem uma maioria sólida no Congresso, o que significa que as reformas pretendidas continuam no rumo da aprovação. Para o ministro, a questão-chave para os investidores é o fato de o governo ter continuado a fazer progressos em suas iniciativas por reformas. Ele apontou a recente regulamentação do setor elétrico e a iniciativa das parcerias público-privadas para investimentos em infra-estrutura, aprovada recentemente pela Câmara. Mantega disse ainda que, embora o governo esteja ansioso por elevar os investimentos em infra-estrutura, quaisquer planos para isso terão de ser implementados no contexto da adesão a uma disciplina fiscal rígida. "Não existe intenção de mudar a política fiscal; ela tem que ser uma política de compromisso com a redução contínua da relação dívida/PIB", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

30 Março 2004 | 17h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.