Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mantega: alta de commodities não é culpa de produtores

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a alta dos preços das commodities, sobretudo as agrícolas, não é culpa dos países produtores. "Esse será um tema de discussão da reunião do G-20 nesta semana. As commodities alimentares hoje estão com preços menores do que foi registrado nas décadas de 60, 70 e 80", disse. "Não dá para culpar as commodities agrícolas, como querem alguns países para encobrir responsabilidades na crise", afirmou.

RICARDO LEOPOLDO, Agencia Estado

16 de fevereiro de 2011 | 18h13

A França, que preside o G-20, já manifestou que está muito preocupada com a alta dos preços das commodities e propõe que a produção dessas matérias-primas agrícolas seja de alguma forma regulada. O ministro já declarou que o Brasil é contra essa proposta.

Mantega destacou que boa parte do avanço das commodities está ocorrendo com metais e, sobretudo, com energia. "Eu avalio que o preço das commodities deve se acomodar em patamar alto, mas sem trazer surtos inflacionários", afirmou.

De acordo com o ministro, a inflação no Brasil é menos volátil do que em outros países emergentes. "Isso é um sinal de que a inflação aqui é mais controlada", declarou, mencionando a China e a Rússia. Mantega ressaltou que quando há alta muito forte dos preços das commodities que pode ser caracterizada como choque internacional, não há medida que o governo possa tomar para controlar a inflação destes produtos. O ministro fez as afirmações em palestra hoje de manhã no banco BTG Pactual.

Tudo o que sabemos sobre:
preçoscommoditiesMantegaG-20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.