Mantega: Brasil enfrentará restrição de crédito por crise global

O ministro da Fazenda reconheceu que a crise financeira global é grave e restringe fortemente o crédito para o comércio exterior do Brasil e a liquidez de suas empresas. Guido Mantega ressaltou, porém, que o país está mais forte que em outras crises. "Estamos diante de uma crise sistêmica, que abrange todos os mercados e todos os países. Ninguém escapa dessa crise, que é mundial, mas ela não atinge igualmente todo mundo", disse Mantega em exposição na Câmara dos Deputados nesta terça-feira. Para Mantega, a crise atinge menos as economias emergentes dinâmicas. Ou seja, o país que cresce muito e gera riquezas é mais forte que o país que cresce menos e gera menos riquezas. Além disso, Mantega enfatizou outras vantagens que o Brasil tem nesse momento de crise, entre elas o fato de o país ter um compulsório bastante alto, o que permite ao governo liberar recursos neste momento de escassez. (Reportagem de Isabel Versiani)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.