Mantega confirma Dias para vice-presidência de Agronegócios do BB

Segundo o ministro da Fazenda, essa é a única mudança na diretoria da instituição

Renata Veríssimo e Adriana Fernandes, da Agência Estado,

06 de abril de 2011 | 16h13

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta quarta-feira, 6, o nome do ex-senador Osmar Dias para o cargo de vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil. O ministro teve um almoço com a diretoria do banco e anunciou, em rápido pronunciamento, que esta é a única mudança na diretoria da instituição.

Mantega destacou o desempenho do Banco do Brasil em 2010, quando teve um lucro de R$ 11,7 bilhões. O ministro lembrou ainda o aumento das linhas de crédito e das atividades agrícolas do banco, além de ter ressaltado que o BB continua líder em ativos que somam R$ 811 bilhões. "O Banco do Brasil é um banco misto, com nível de excelência de qualquer banco privado", disse.

O presidente do BB, Aldemir Bendine, disse que o nome de Osmar Dias será votado pelo conselho administrativo do banco no dia 18 de abril. Ele tentou desvincular a nomeação de motivos políticos. "O Banco do Brasil está acostumado a trabalhar com homens públicos", disse, lembrando que o antecessor de Osmar Dias, Luiz Carlos Guedes Pinto, também não faz parte dos quadros da instituição e fez um trabalho "maravilhoso".

Bendine disse que a governança corporativa do Banco do Brasil não permite que se faça qualquer atuação fora do que está previsto nos estatutos. O presidente do BB lembrou que Osmar Dias é agrônomo de formação e afirmou que espera que ele faça um excelente trabalho.

Ao ser questionado porque Guedes estaria deixando o cargo, já que fez um trabalho "maravilhoso" nas palavras de Bendine, o presidente do BB disse que considera a saída como um ciclo natural. "Tudo é um ciclo natural. Eu também vou sair daqui um dia", disse.

Ele informou que Guedes foi convidado para permanecer no conglomerado como diretor de Seguro Agrícola da seguradora do banco. Segundo ele, Guedes está pensando na proposta, mas Bendine acredita que ele aceitará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.