Mantega: consumidor não deve mudar comportamento

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que os consumidores não devem mudar seu comportamento e reiterou que o governo não vai tomar medidas para restringir o crédito. "Acredito que não deve mudar o comportamento do consumidor. Nós não vamos tomar nenhuma medida, não vamos limitar número de prestações. Apenas vamos saber se os bancos estão agindo de forma responsável na emissão, na liberação do crédito", disse Mantega. "Então não deve haver nenhuma preocupação, nenhuma atitude. O consumidor vai continuar tendo oportunidade de comprar bens de consumo duráveis, televisores, geladeiras, automóveis. Todos os bens que estão sendo consumidos pelos brasileiros", acrescentou.O ministro evitou afirmar se estaria havendo um excesso de endividamento da população brasileira. "Isso quem tem que me responder é o sistema financeiro brasileiro, que é muito prudente, tanto que não está envolvido nessa crise (externa), que é uma crise de imprudência que aconteceu principalmente nos EUA", afirmou o ministro, que antes tinha informado que se reunirá na quarta-feira com representantes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.