finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mantega: crise não altera crescimento do País neste ano

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, garantiu hoje que as turbulências externas não vão alterar o ritmo de crescimento interno este ano e nos próximos. Segundo ele, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deve crescer acima de 4,5% em 2007. O ministro admitiu que a crise ainda não terminou e que haverá necessidade de novas "acomodações". Entretanto, disse que a repercussão para o Brasil será pequena por conta dos fundamentos sólidos da economia nacional. Ele reafirmou que o governo, na hora de definir sua política monetária, levará em conta o comportamento da inflação e não as turbulências do cenário internacional. "Se a inflação estiver comportada, dentro do centro da meta, então terá espaço para (os juros) continuar em queda", disse. O ministro admitiu, porém, que seu houver um repique de inflação, o Banco Central (BC) e o Conselho de Política Monetária (Copom) terão que reavaliar as novas condições do mercado durante a próxima reunião do conselho. O ministro se encontrou hoje pela manhã com o governador Sérgio Cabral Filho e depois almoçou com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

24 de agosto de 2007 | 15h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.