Mantega defende aumento das reservas contra crise

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, defendeu hoje a política do governo de acumulação de reservas internacionais. Segundo ele, que participa de audiência pública com os parlamentares do PMDB para a apresentação da proposta de reforma tributária, o nível alto das reservas é um dos indicadores que têm permitido ao Brasil enfrentar com tranqüilidade a crise internacional."Fomos muito criticados por que essa acumulação de reservas traz custos, mas valeu a pena e vamos continuar nessa política de aumento de reservas", disse Mantega, acrescentando que a crise internacional é muito séria e ainda não terminou. Mantega afirmou aos parlamentares que no passado "qualquer espirro internacional fazia o Brasil pegar pneumonia, mas até agora não pegamos nenhum resfriado".De acordo com números do Banco Central, as reservas internacionais brasileiras estavam em US$ US$ 193,8 bilhões na última sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.