carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Mantega defende bancos e eficiência do serviço público

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, fez hoje uma defesa dos funcionários públicos, particularmente dos funcionários dos bancos governamentais. Durante discurso na solenidade de lançamento do Programa Aprendiz Banco do Brasil, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Mantega disse que o serviço público também pode ser muito eficiente e que as "afirmações de que o serviço público é ineficiente é uma balela".

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

27 de outubro de 2009 | 20h10

Segundo o ministro, o "Banco do Brasil demonstrou que banco público pode ser mais útil que banco privado". "Se não fossem o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), talvez não saíssemos da crise com tanta facilidade, com tantos louros, porque eles aumentaram crédito, diminuíram a taxa de juros, quando o País precisava muito disso", acrescentou. Mantega ainda destacou que outros bancos deveriam seguir o exemplo do BB de lançar um programa para jovens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.