finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mantega descarta adotar medidas de controle de capital

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, descartou hoje, em entrevista coletiva à imprensa na portaria do Ministério da Fazenda, a adoção de medidas de controle de capital por conta da turbulência no mercado financeiro. "O governo não está preocupado com fuga de capitais porque até ontem tinha saldo cambial positivo no País", disse o ministro, que também descartou a adoção de outras medidas preventivas contra a crise. "Não acho que haja necessidade de medidas preventivas porque elas já foram tomadas, como por exemplo o aumento nas reservas."Segundo o ministro, a crise ensina que vale a pena o País ter uma política fiscal austera, manter a inflação baixa e, sobretudo, a importância de se ter superávit em conta corrente. Mantega disse que, embora sejam conhecidas as causas da turbulência, não é possível prever quando irá acabar. Mas ele voltou a dizer que acredita que no final desses movimentos o Brasil será beneficiado por ser um País mais seguro do que os outros.Em relação às perdas de alguns fundos de investimento no Brasil, Mantega destacou que as instituições que agora estão perdendo já ganharam muito anteriormente. "É natural que se ganhe e que se perca", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.