finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mantega descarta alteração nas regras da poupança

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse ontem, em Washington, que a taxa Selic a 9% ao ano não é um problema para a caderneta de poupança. Portanto, segundo ele, não há necessidade de mudar as regras que estabelecem remuneração de 6,17% ao ano mais TR.

O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2012 | 03h08

Nos bastidores, o governo de fato não demonstra pressa em discutir a questão da poupança. Quando o Banco Central (BC) afirmou, em documentos divulgados ao longo do mês de março, que a taxa básica de juros deveria ficar próxima do piso histórico (8,75%), o Ministério da Fazenda ficou tranquilo.

O argumento é o de que, quando a Selic bateu em 8,75%, em 2009, não houve migração intensa de fundos de investimento (que têm nas carteiras principalmente títulos públicos) para a poupança.

Por isso, não há desespero na Fazenda em discutir o assunto agora. No Palácio do Planalto, a visão é a mesma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.