Mantega dissocia decisão do Fed de encontro do Copom

Apesar de dizer que não comentaria o encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, hoje e amanhã, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, tentou hoje dissociar a decisão sobre a Selic do corte da taxa básica de juros anunciado hoje pelo banco central dos Estados Unidos. "As realidades são diferentes. O Brasil não sofre dos mesmos problemas (dos EUA) e o comportamento dos juros, aqui, mantém-se exclusivamente em função da meta de inflação. O que nos interessa é a inflação e ela está sob controle", disse o ministro. Mantega avaliou que a decisão do Fed de cortar o juro para 3,5% ao ano tem como objetivo alimentar a economia norte-americana. "A decisão do Fed (Federal Reserve, banco central dos EUA) se deve ao problema de crédito que eles têm por lá, que aumenta o custo do dinheiro", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.