Mantega diz em Córdoba que juros podem cair mais

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje, na cidade argentina de Córdoba, que os juros no Brasil ?podem cair ainda mais?, mantidas as condições atuais da economia, que estariam em "um contexto favorável". As declarações do ministro foram feitas nesta quinta-feira a jornalistas brasileiros, um dia depois que o Comitê de Política Monetária (Copom) cortou a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 0,5 ponto porcentual - de 15,25% para 14,75% ao ano. ?As causas que mantinham os juros altos eram anormais, mas também estão sendo debeladas?, disse. ?A inflação também está adequadamente sob controle e o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) ficará entre 4% e 4,5% este ano.?Mantega participa da reunião de ministros da área econômica do Mercosul. A reunião semestral do bloco, que inclui a Venezuela como membro pleno, é realizada em Córdoba, a uma hora e dez minutos de vôo de Buenos Aires.Para o ministro brasileiro, o Mercosul precisa de ?harmonia macroeconômica?, como ocorreu com a União Européia. Assim, disse ele, o Mercosul estará caminhando para um acordo de Maastrich, que integrou as economias dos países europeus reunidos neste bloco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.