Mantega diz que ainda não é necessário reajustar combustíveis

O ministro do Planejamento,Guido Mantega, afirmou que no momento não é necessário haver aumento no preço dos combustíveis. "Acredito queo preço do barril venha a cair, até porque não há falta de oferta", disse. Porém , admitiu que se a alta do produto no mercadointernacional vier a persistir pode ser que ocorra reajuste. "Mas o governo vai fazer de tudo para que isso não aconteça",garantiu ele, ao chegar para o encerramento da Conferência Eleitoral promovida pelo PT em um hotel da capital paulista.O ministro do Planejamento voltou a afirmar que o valor de R$ 260,00 para o salário mínimo é o máximo que o governo podeconceder diante das circunstância atuais. Ele enfatizou que a negociação com os parlamentares que defendem aumento maioré difícil. "Mas acho que vamos conseguir convencê-los de que esse é o valor possível neste momento", comentou.A conferência eleitoral do PT foi encerrada com o lançamento de três cartilhas do partido. Uma delas trata dasdiretrizes para elaboração de programas de governo; a outra é um manual de campanha e a terceira discorre sobre o temapesquisa e prop aganda eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.