Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Mantega diz que medidas anticrise devem sair semana que vem

Ministro da Fazenda também sinalizou que o governo pretende liberar capital de giro para a construção civil

Carolina Ruhman, da Agência Estado

05 de dezembro de 2008 | 14h03

O ministro da Fazenda, Guido Mantega , está reunido nesta sexta-feira, 5, com o vice-presidente da República, Jose Alencar, com o secretário extraordinário de Reformas Econômico-Sociais do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiep), Paulo Skaf, e diversos empresários na sede da Fiesp. Segundo fonte, a desaceleração da economia mundial está em pauta, assim como os efeitos da crise na balança comercial, no crédito, no câmbio e no desemprego.   Veja também: Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    De acordo com a fonte, Mantega apontou que pretende anunciar medidas na próxima semana que contemplem a agricultura, o setor de energia - com foco na Petrobras -, a indústria automobilística e o setor de bens de capital. Mantega também sinalizou que o governo pretende liberar capital de giro para a construção civil e adotar medidas de caráter fiscal que contribuam para minimizar os efeitos da crise no País.   Na avaliação dos participantes do encontro, o principal problema que a economia do Brasil enfrenta é a falta de crédito. A desvalorização cambial também foi amplamente criticada, mesmo pelos setores que defendiam anteriormente uma relativa desvalorização da moeda. Outra preocupação é que o desemprego mundial tenha reflexos no País e afete o consumo.   Entre os presentes estão o presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Benjamin Steinbruch, o diretor-executivo da Vale do Rio Doce, Demian Fiocca, o presidente da Embraer, Frederico Curado, o presidente da Iochpe, Ivoncy Ioschpe, o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e o presidente da AmBev, Victorio De Marchi.   De acordo com a fonte, Mantega ouviu sugestões do presidente da Fiesp para minimizar os efeitos da crise. Entre elas, foi citada uma proposta de criação de um limite temporário para importações de produtos que tenham similares produzidos no País.

Tudo o que sabemos sobre:
Guido Mantega

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.