Mantega: emergentes têm ajudado crescimento global

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que a resistência da economia brasileira à crise internacional depende do comportamento dos países emergentes. "Porque nós já sabemos que a economia americana está em desaceleração e poderá entrar em recessão. Até agora, nós não fomos atingidos por isso. E nós fazemos parte de um bloco de países emergentes que está indo muito bem". O ministro chegou a dizer que "enquanto a China for bem, a Índia for bem, a Rússia for bem e o Brasil for bem, podemos sustentar o crescimento da economia internacional. E até substituir o papel dos países avançados. E é isso o que tem sido feito até agora". Ontem, em reunião realizada na Basiléia, na sede do Banco de Compensações Internacionais (BIS), o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, afirmou que os países emergentes se transformaram na aposta dos xerifes da economia mundial para evitar que uma desaceleração do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos afete toda a economia global.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.