Mantega espera 2º semestre de expansão para a economia

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, fez uma avaliação positiva da economia brasileira, com destaque para o segundo semestre. De acordo com ele, o grande evento na segunda metade do ano serão os leilões de concessão de obras de infraestrutura. Mantega, que participou nesta sexta-feira, 16, do Fórum Nacional de Empresários, organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo, disse que alguns aeroportos já estão sendo reformados e que outros já se encontram em processo de licitação.

RICARDO LEOPOLDO E FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agencia Estado

16 de agosto de 2013 | 21h29

Segundo ministro, o governo reduziu o custo de financiamento, o que viabiliza os leilões de rodovias e ferrovias. "Deixei claro para os representantes da indústria que nossa meta é tornar os leilões atrativos para o setor privado, com melhor rentabilidade", disse o ministro, acrescentando que o governo aprimorou os projetos de infraestrutura. Dentro do pacote de concessões, Mantega destacou os setores elétrico e de petróleo.

O ministro também afirmou que não "tem fundamento certo pessimismo em certas análises por aí". De acordo com Mantega, alguns setores da economia já estão crescendo, e citou como exemplo os setores automotivo, construção civil e químico. "A economia cresceu razoavelmente no primeiro semestre e deve continuar crescendo no segundo semestre", afirmou.

Mantega reconheceu haver ainda alguns problemas decorrentes da economia internacional, que não foram resolvidos, mas que já há sinais de algum crescimento no setor externo. "Se não for em 2013, será em 2014 a retomada da economia internacional que impulsionará a brasileira."

Mantega reconheceu que a inflação no primeiro semestre "causou algum estrago", corroendo o poder de compra de uma parcela da população. Mas de acordo com o ministro, a inflação já começa a dar sinais de estabilidade. Isso, somado ao aumento do crédito, trará algum estímulo ao comércio varejista, segundo o ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
MantegaSPempresários

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.