Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mantega falará sobre inflação em reunião ministerial

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, deve reforçar hoje na reunião ministerial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a avaliação de que o surto inflacionário no Brasil decorre essencialmente de fatores externos, como a alta global dos preços dos alimentos e da disparada das cotações do petróleo, informaram fontes do governo à Agência Estado.No encontro com todos os ministros do governo Lula, que contará ainda com a participação do presidente do BC, Henrique Meirelles, Mantega pretende mostrar que o governo já fez o que podia para evitar que os choques externos, que foram mais fortes do que esperava a equipe econômica, não se espalhem por outros setores, levando ao descontrole da inflação e a elevações mais drásticas de juros.Essas medidas seriam a alta no IOF para o crédito, o aumento do superávit primário e a própria alta no juro básico, além de desonerações setoriais. Na visão da Fazenda, tais medidas levam um tempo para surtir efeito, mas já há sinais de que a economia estaria iniciando sua acomodação, de modo a evitar a propagação dos choques.Os ministros da Agricultura, Reinhold Stephanes, e do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, devem aprofundar a análise sobre o comportamento dos preços dos alimentos. O governo entende que pouco pode fazer no curto prazo sobre isso, já que os estoques federais são reduzidos e o espaço para desonerações, como as feitas para o trigo e o pão francês, menor ainda. A aposta é mais de longo prazo, por meio de estímulos à ampliação da oferta de produtos.

FABIO GRANER, Agencia Estado

09 de junho de 2008 | 08h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.