Mantega: 'Houve uma parada maior do que a necessária'

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu que houve nos últimos três meses do ano passado uma "parada maior do que a necessária", ao comentar hoje o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre. O PIB caiu 3,6% no período em relação ao terceiro trimestre.Mantega avaliou, no entanto, que o impacto da crise internacional na economia foi mais moderado do que em outros países. O ministro disse que no quarto trimestre houve uma retração da economia em praticamente todos os setores. "O setor produtivo deu férias coletivas para queimar estoque e fazer caixa para enfrentar a crise", afirmou, em entrevista coletiva, na sede do ministério, em Brasília.Ele destacou que a economia brasileira, até o terceiro trimestre de 2008, estava indo muito bem e que o resultado negativo do quarto trimestre não comprometeu o PIB de 2008: o Brasil conseguiu crescer acima de 5%, o que é bastante positivo, com a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) tendo expansão de 13,8%. Com isso, a taxa de investimentos em relação ao PIB cresceu de 17,5% em 2007 para 19% em 2008, um resultado também bastante positivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.