Mantega: inflação está no centro da meta e não preocupa

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que o aumento da projeção do Banco Central para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano, para 4,6%, não preocupa o governo. Segundo ele, não há pressões inflacionárias neste momento, diferentemente do que ocorreu no ano passado por conta da alta dos preços dos alimentos. "A inflação está dentro do centro da meta (de 4,5%) e não preocupa", disse.Ao citar o setor agrícola, cuja a capacidade de ampliar a oferta de alimentos é grande, o ministro sustentou que o mesmo fenômeno acontece também em outros setores da economia brasileira. "Hoje não há um problema de falta de oferta no País, a demanda e a oferta estão equilibradas. É isso que estou verificando com cada um dos setores", disse. "Também não estou preocupado com a inflação em 2009" acrescentou.CréditoMantega admitiu que o governo observa com receio a concessão de créditos de longo prazo, mas disse que os financiamentos de 90 meses são residuais e que a maior parte do crédito concedido no País é de 40 meses, segundo informações das instituições financeiras. "O crédito no Brasil é concedido de forma muito sólida. As instituições brasileiras são menos alavancadas e mais prudentes na liberação do crédito. Não é a esmo, como em outros países" finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.