carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Mantega informa que BID tem linha de US$ 900 mi para o BNDES

O ministro do Planejamento, Guido Mantega, disse há pouco a um grupo de jornalistas que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) fará empréstimos ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ao Banco do Brasil, ao Bradesco, ao Itaú e ao Unibanco. Para o BNDES, o BID tem uma linha de crédito de US$ 900 milhões a ser utilizado na área de comércio exterior. Segundo Mantega, "o BID está cheio de dinheiro" e não teria muita alternativas para emprestar por conta de restrições a créditos ao setor privado e para não aumentar o endividamento do setor público no Brasil. "Então, o BID vai emprestar ao BNDES, que dá para o setor privado e não afeta o endividamento público", disse o ministro. O mesmo ocorreria em relação ao Banco do Brasil, cujo crédito com o BID será de US$ 500 milhões para comércio exterior e para pequenas e médias empresas. Para Mantega, "o principal problema que o Brasil tem hoje é de crédito". Nesse sentido, tem negociado com o BID para que também bancos privados recebam créditos. "Na terça-feira, o Bradesco vai assinar um acordo em São Paulo de captação de US$ 100 milhões com o BID", informou o ministro. Itaú e Unibanco tomarão emprestado de US$ 80 milhões a US$ 100 milhões cada um, segundo Mantega.

Agencia Estado,

22 de maio de 2003 | 18h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.