Mantega: manchete do Valor Econômico está equivocada

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que não é tolerante com a inflação e que o objetivo do governo é manter a inflação sob controle. "Essa é uma conquista do povo brasileiro", afirmou Mantega, em nota divulgada nesta tarde para rebater a manchete de hoje do jornal Valor Econômico, que afirma: "Mantega sugere mais tolerância com inflação". "A manchete de hoje do jornal Valor Econômico está equivocada. Não corresponde ao conteúdo da entrevista que dei ontem e que está corretamente publicada no texto do jornal", afirma o ministro na nota.Mantega ressaltou ainda: "Em momento algum, eu sugeri tolerância com a inflação". "Essa conclusão não está nem na entrevista nem é o que eu penso sobre o assunto", disse. Segundo o ministro, a alta da inflação no Brasil hoje decorre principalmente de choques de oferta. Ele enfatizou que o sistema de metas de inflação com as margens de tolerância (de dois pontos porcentuais para cima e para baixo do centro da meta, de 4,5%) foi feito exatamente para acomodar choques dessa natureza. "Gostaria de reiterar que todo o governo federal tem como objetivo manter a inflação sob controle", acrescentou. Mantega afirmou ainda que o combate à inflação é uma preocupação constante do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de todo o governo, e não apenas do Ministério da Fazenda e do Banco Central. "Eu não sou tolerante com a inflação. Ninguém no governo é tolerante com a inflação, a começar pelo presidente Lula", reforçou. A manchete do jornal Valor Econômico contribuiu para a alta forte dos juros futuros na abertura dos negócios hoje e também para a valorização do dólar frente ao real. Em ambos os casos, porém, o mercado já inverteu a direção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.