Mantega não descarta participação do PT em discussões com FMI

O assessor econômico do PT, Guido Mantega, não descartou a possibilidade de seu partido vir a participar das discussões do novo acordo entre o governo e o FMI. "Se o governo achar necessário fechar um acordo com o FMI que envolva outros partidos, cabe a ele, na figura do presidente da República, nos convidar oficialmente para dizer do que se trata", disse Mantega, que está em Londres. "Não podemos trabalhar sobre especulações ou informações que não têm base real", disse. O economista salientou, no entanto, que o Brasil deveria se esforçar ao máximo para evitar a necessidade de um novo empréstimo com o FMI. "Estes empréstimos têm sempre um custo muito alto para o País", afirmou. Mantega manteve encontro fechado com cerca de 20 investidores na sede do Deustche Bank. Daqui a pouco, ele terá uma reunião com representantes do Banco da Inglaterra e, no final da tarde, seguirá para Frankfurt.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.