Mantega nega estudo de aumento de IOF pela Fazenda

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou nesta noite que o governo esteja estudando a possibilidade de aumentar a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para aplicações em renda fixa e títulos públicos. "Não há nenhum estudo de IOF em curso no Ministério da Fazenda", disse ao sair do Supremo Tribunal Federal, onde participou da posse do novo presidente, Gilmar Mendes. "Surgiram alguns boatos sobre isso, mas eles não têm fundamento", acrescentou.Pela manhã, a assessoria de imprensa do ministério já havia negado qualquer estudo sobre o assunto.Em março deste ano, o ministro Mantega anunciou três medidas cambiais, que visavam conter a alta do real em relação ao dólar, e limitar as perdas dos exportadores brasileiros. Entre elas, foi definida a alíquota de 1,5% do IOF sobre aplicações financeiras de estrangeiros em renda fixa e nos títulos do Tesouro Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.