Mantega nega que governo tenha medidas cambiais 'no momento'

O ministro da Fazenda, Guido Mantega,descartou nesta segunda-feira que o governo tenha um conjuntode medidas já prontas para serem efetivadas no mercado cambial,mas que elas podem ser feitas se houver necessidade. "É um monitoramento permanente da política (cambial), dasituação do país, das condições das moedas, mas eu não tenhonada preparado que vá ser feito no momento", disse Mantega ajornalistas ao chegar ao Ministério da Fazenda. Ele respondeu perguntas sobre uma pequena notícia,publicada na edição desta semana da revista Veja, de que ogoverno anunciaria até o final do ano medidas para conter avalorização do real. O ministro fez a ressalva, porém, que o fato de o governonão ter um pacote de medidas pronto, "não quer dizer que amanhãnão seja feito". Ele deu como exemplo a eventual quebra de umbanco nos Estados Unidos que tenha repercussões sobre o mercadoe "o dólar derreta completamente". Mantega acrescentou que o setor externo tem surpreendidopositivamente e derrubado projeções de analistas de que avalorização do real provocaria uma perda de exportação eprejuízos ao setor manufatureiro. "Nada disso se verificou até agora. Não quer dizer que nãopoderá haver, por isso que nós temos que ficar atentos,vigilantes e prontos para tomar medidas quando foremnecessárias." (Por Isabel Versiani)

REUTERS

12 de novembro de 2007 | 13h36

Tudo o que sabemos sobre:
MACROMANTEGAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.