Mantega: PIB já será positivo no segundo trimestre

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu hoje que o PIB brasileiro do primeiro trimestre poderá vir negativo, o que configura recessão técnica, mas minimizou a questão, afirmando que a economia já está se recuperando. "Provavelmente, houve recessão técnica", disse Mantega, em entrevista coletiva após palestra no XXI Fórum Nacional. "Se houve ou se não houve (recessão técnica), que importância isso tem?", perguntou.

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

18 de maio de 2009 | 17h50

De acordo com o ministro, "o que interessa é o que está acontecendo hoje no País, em maio de 2009". Atualmente, segundo o ministro, "nós já estamos recuperando todas as frentes da economia brasileira". Ele completou que, "no segundo trimestre, já vai ter um PIB positivo e gradualmente vamos acelerar até o fim do ano e, então, chegaremos a 3% a 4% (de crescimento do PIB)". Para Mantega, "diante da crise internacional, é um bom desempenho". Ele não quis prever de quanto será o crescimento do PIB no segundo trimestre.

Mantega argumentou que os dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) de abril mostram que as admissões superaram as demissões em mais de 100 mil empregos. Por esse tipo de indicador, considera que a "dinâmica" da economia está apontando uma retomada neste segundo trimestre. Ainda referindo-se à provável recessão técnica até o primeiro trimestre conjugada à recuperação neste trimestre, declarou que "não interessa a fotografia, o que interessa é o filme".

Tudo o que sabemos sobre:
PIBMantega

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.