Mantega: podemos crescer 5% ao ano sem apagão

O País poderá crescer 5% em média ao ano sem que haja riscos de apagões logístico e elétrico, disse hoje o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em entrevista à Agência Estado. Ele evitou fazer um prognóstico a respeito de um limite em que a expansão da atividade esbarraria em problemas de infra-estrutura, mas disse que o crescimento do Brasil é tranqüilo sob a ótica do escoamento da produção. ?Com aquilo que temos (em infra-estrutura) e o que estamos produzindo para os próximos anos poderemos crescer tranqüilamente a uma taxa de 5% (ao ano) que não faltarão energia elétrica, rodovias, ferrovias, portos e aeroportos para o transporte dessas mercadorias?, afirmou. Mantega afirmou, porém, que a questão da infra-estrutura deve ser uma preocupação permanente para um país que acelera suas taxas de crescimento. De acordo com o ministro, o governo tem a ?real dimensão desse desafio? e resolveu vencê-lo criando o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). RodoviasMantega comemorou o sucesso do leilão para a concessão de rodovias federais realizado este mês. ?A licitação das rodovias, de 2,6 mil quilômetros, é a prova de que o governo brasileiro pretende alavancar o crescimento com investimento privado e público. Não há aquele estatismo que alguns chegaram a sugerir?, disse, referindo-se a críticas em relação à compra da Suzano pela Petrobras, entre outras.

CÉLIA FROUFE, MARISA CASTELLANI E LUCIANA XAVIER, Agencia Estado

17 de outubro de 2007 | 15h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.