Mantega: política fiscal tem ajudado a combater inflação

Na exposição de hoje durante a reunião ministerial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que a política fiscal do governo "já vem contribuindo para o controle da inflação". Essa contribuição, segundo ele, se acentuou no primeiro quadrimestre deste ano. O ministro se referiu à decisão do governo de fazer uma poupança extra de 0,5% do Produto Interno Bruto (além da meta de superávit primário, de 3,8% do PIB), como mais uma medida de combate à inflação, além do que ele chamou de "aumento preventivo na taxa de juros". Na semana passada, o Banco Central elevou a taxa Selic em mais 0,5 ponto porcentual, passando de 11,75% para 12,25% ao ano. Como medidas setoriais para conter a alta nos preços, Mantega se referiu às restrições à expansão do crédito ao consumidor, como o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e do compulsório sobre operações de leasing, à liberalização de importações de produtos incluídos na lista de exceção do Mercosul (trigo e aço) e à desoneração tributária da incidência da Cide, PIS/Cofins e dos repasses ao fundo de marinha mercante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.