Mantega prevê fundo de reservas dos Brics para 2014

Os países que compõem o grupo conhecido como Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) ainda estão trabalhando na criação de um banco de desenvolvimento, para financiar investimentos nesses países. O capital inicial seria de US$ 50 bilhões.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS E BEATRIZ BULLA, Agencia Estado

30 de agosto de 2013 | 15h37

De acordo com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a iniciativa leva algum tempo para se concretizar e a cada reunião os países avançam mais um pouco. "Teremos uma reunião na semana que vem", disse.

O grupo tem um acordo de reservas, da ordem de US$ 100 bilhões, também para constituição, com objetivo de "ajudar nos problemas de fluxos financeiros dos países". Segundo Mantega, o acordo de reservas poderia ficar pronto em março de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
Bricsfundo de reservas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.