Mantega reafirma idéia de possível corte de juros

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Guido Mantega, afirmou hoje que os índices de deflação de junho indicam que o surto inflacionário da economia brasileira está controlado, abrindo espaço para redução da taxa de juros. A deflação foi apontada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em -0,15%, e pelo Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna (IGP-DI), em -0,70. "Eu vejo com muita satisfação que conseguimos dominar o principal problema que encontramos. Agora temos segurança de que o surto inflacionário está controlado, isso abre espaço para uma redução da taxa de juros que permitirá a retomada dos investimentos", afirmou Mantega ao chegar ao Ministério do Planejamento. Ele disse que, quanto mais a inflação cai, maior é a possibilidade de redução dos juros. "É proporcional. A medida exata o Copom é que vai dar." Ao responder a uma pergunta sobre o efeito negativo dos juros altos na atividade econômica, Mantega afirmou que o maior custo para a economia brasileira é a inflação, que "corta a renda dos trabalhadores e traz temores para os investidores?.

Agencia Estado,

10 Julho 2003 | 15h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.