coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Mantega reconhece impacto de crise externa em emergentes

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, iniciou seu discurso na abertura da 39ª reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o chamado Conselhão, dizendo que não trazia apenas notícias boas aos presentes. "O cenário da economia mundial não melhorou", disse. "Os países avançados continuam empurrando seus problemas com a barriga. O cenário externo continuará ruim, e não por pouco tempo. Os problemas não serão resolvidos no curto prazo."

ANNE WARTH E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

30 de agosto de 2012 | 11h30

O ministro reconheceu que essa situação tem afetado os países emergentes, mesmo os mais dinâmicos, como China e Índia, que sentem os impactos da contração do cenário exterior e têm se defrontado com problemas. "O que está acontecendo em 2012 é pior do que o que estava acontecendo em 2008/2009. É uma situação mais prolongada e que tem causado mais danos."

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaConselhãoreuniãoMantega

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.