Mantega: recursos do fundo virão do superávit primário

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou hoje que os recursos do fundo soberano, anunciado hoje, virão do superávit primário do governo (economia que o governo faz para pagamento de juros da dívida). O ministro, que participou nesta manhã do lançamento oficial da nova política industrial do governo, a Política de Desenvolvimento Produtivo, não quis dar mais detalhes sobre a modelagem do fundo soberano. Durante o evento, Mantega explicou que o fundo terá participação do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O fundo fará operações no exterior e repassará os recursos captados a organismos como o BNDES, que apóiam a internacionalização das companhias brasileiras, disse o ministro.Ele se limitou a informar que amanhã dará uma entrevista coletiva, às 15 horas, em Brasília, sobre o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.