Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mantega: vamos perseguir alta de 5% do PIB em 2008

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que o governo continua perseguindo o crescimento de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano e também em 2009. Por outro lado, ele destacou que a inflação, apesar de mais alta em 2008, deve desacelerar no ano que vem. Segundo ele, apesar da alta da inflação, todos os indicadores econômicos estão positivos no Brasil. O País, justificou, é menos castigado pela crise externa e pelo choque de matérias-primas (commodities) exatamente por ser um grande produtor de produtos básicos. "Isso é um problema bom para nós e é um desafio para ampliarmos a produção e a participação no mercado internacional", disse. Mantega lembrou que no esforço de conter a inflação, o Banco Central atua no lado monetário e a Fazenda, por meio da política fiscal. OfertaO ministro ressaltou que o governo trabalha para elevar a oferta na economia. Ele lembrou que o governo lançou a política industrial para baratear o custo do investimento e ressaltou que estão em gestação medidas para expansão da oferta de produtos agrícolas no âmbito do Plano Safra 2008/2009, que deve ser lançado no dia 2 de julho. "A inflação se combate com aumento de oferta", disse Mantega. Ele disse que o governo pretende aproveitar a elevação dos preços agrícolas para ampliar a oferta de alimentos já que tem melhores condições de produtividade e de ampliação de área plantada. DemandaO ministro disse ainda que as medidas adotadas pelo governo ao longo do primeiro semestre no sentido de reduzir o ritmo da demanda estão surtindo efeito e já foram percebidas no Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre, em que o consumo das famílias ficou na casa de 6%, depois de ter batido os 8% no último trimestre de 2007. Mas ele ressaltou que as medidas não desestimulam os investimentos.

FABIO GRANER, ADRIANA FERNANDES E FERNANDO NAKAWAGA, Agencia Estado

19 de junho de 2008 | 17h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.