Mantida multa de R$ 25 mil ao BB por evasão de dólares

O Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional - órgão colegiado, de segundo grau, integrante da estrutura do Ministério da Fazenda - manteve a multa de R$ 25 mil aplicada pelo Banco Central ao Banco do Brasil e ao ex-diretor da área Internacional da instituição no processo que apurou irregularidades na fiscalização de operações de câmbio realizadas entre abril e junho de 1997. Os membros do conselhinho consideraram que o executivo e o BB não seguiram os padrões básicos de fiscalização, o que resultou em uma evasão de mais de US$ 17 milhões do país. Amanhã, o Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional julga o inquérito administrativo aberto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para apurar irregularidades na administração da Bombril, que resultou na maior multa individual já aplicada pela autarquia: R$ 62,5 milhões ao presidente do grupo, o empresário italiano Sérgio Cragnotti.O processo envolveu 11 ex-administradores do grupo Círio-Bombril, que foram acusados de provocar prejuízos aos acionistas minoritários e de divulgar informações inconsistentes para o mercado, durante a compra da Bombril pelo grupo italiano Cragnotti, detentora da marca Círio. Além de Sérgio Cragnotti, outras dez pessoas foram multadas pela CVM em valores que variam de R$ 50 mil a R$ 100 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.