Márcio Holland volta atrás e diz que não sugeriu trocar carne por outros alimentos

Em plena campanha eleitoral, causou mal-estar no governo recomendação do secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland, para que os brasileiros substituíssem a carne bovina por ovo ou frango por causa da inflação dos preços.

ADRIANA FERNANDES,VICTOR MARTINS, O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2014 | 21h32

Depois da repercussão negativa da declaração, o secretário voltou atrás nas declarações. Em nota oficial, negou ter feito essa sugestão: “Pretendia apenas chamar atenção para um movimento de substituição que pode estar em curso”. 

Holland disse ter citado o caso especifico de carnes, cujo preço subiu acima da inflação no mês passado e pode estar sendo substituída por outras fontes de proteínas, como frangos e ovos. “Ressaltou, inclusive, que em economia, esse fenômeno é chamado de ‘efeito substituição’. Não houve intenção de sugerir um comportamento específico por parte das famílias”, diz a nota.

Em meio ao acirramento da disputa eleitoral, as declarações do secretário foram alvo de críticas da oposição e ganharam repercussão ontem nas redes sociais.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.