Marechal Rondon terá pedágio em 9 novas praças

A partir da zero hora de terça-feira, usuários das estradas paulistas passam a pagar pedágio para trafegar em rodovias do sistema Marechal Rondon, entre as regiões de Piracicaba e Botucatu. A Agência Reguladora de Serviços de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) autorizou o início da cobrança em nove praças que acabam de ser instaladas no sistema, incluído este ano no Programa de Concessões Rodoviárias do governo estadual.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agencia Estado

14 de novembro de 2009 | 08h02

A tarifa básica vai de R$ 2,10 a R$ 4,80 e será cobrada para os dois sentidos. Veículos de cargas pagam esse valor por eixo. A Artesp informou que a concessionária Rodovias do Tietê já investiu R$ 16,5 milhões nas obras iniciais previstas no contrato de concessão.

Na Rondon, os novos pedágios entram em operação no km 192,1, em Conchas, com tarifa de R$ 4,20; no km 228,2, em Anhembi, a R$ 4,80; no km 259,3, em Botucatu, cobrando R$ 3,30, e ainda no km 285, em Areiópolis (R$ 370) e no km 341, em Agudos (R$ 3,60). Na SP-301, o pedágio de Monte Mor (km 29,7) vai cobrar R$ 4,00 e o de Rafard (km 55,8) terá tarifa de R$ 3,10. Já na Rodovia do Açúcar, a praça instalada no km 109,3, em Salto, vai cobrar R$ 2,10 e a de Rio das Pedras, no km 147,3, terá tarifa de R$ 3,20.

De acordo com a Artesp, a concessionária terá de investir R$ 1,3 bilhão na malha de 444 quilômetros durante os 30 anos da concessão. Serão duplicados 100 quilômetros de rodovias, como a Rondon, no trecho de Laranjal Paulista, e a Rodovia do Açúcar, de Salto a Rio das Pedras.

Tudo o que sabemos sobre:
pedágioMarechal Rondon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.