finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mares Guia:País se preparou para enfrentar tempos ruins

O ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, disse hoje que o governo está atento à crise mundial e mantém os pés no chão quanto a necessidade de se adotarem novas medidas, se a crise se agravar. Segundo ele, esse foi o recado do ministro da Fazenda, Guido Mantega, na entrevista que concedeu ao jornal O Estado de S.Paulo. "Não sei se chegaremos ao ponto de ter de adotar novas medidas. O Brasil fez a lição de casa com antecedência e se preparou para os tempos ruins", afirmou o ministro. Mares Guia comparou a situação do Brasil a um pé de bambu. Segundo ele, o bambu, depois de plantado, passa seis meses sem se desenvolver, porque nesse período está enraizando. Porém, quando começa crescer, ele suporta qualquer vendaval. Essa foi a comparação que fez durante palestra no seminário promovido pela Abdib. Aos empresários, Mares Guia disse que a proposta de emenda constitucional da reforma tributária deverá seguir para o Congresso Nacional, na primeira quinzena de setembro. Mares Guia também defendeu a prorrogação da cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Na sua avaliação, seria uma irresponsabilidade eliminar o tributo, pois metade de sua arrecadação, ou seja aproximadamente R$ 15 bilhões, vai para a saúde. "Não dá para tirar R$ 15 bilhões da saúde", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.