Marfrig amplia atuação em frango no Brasil e exterior

O Marfrig, um dos maioresprocessadores de carne bovina do Brasil, anunciou nestasegunda-feira um acordo para a compra de ativos do grupo OSI noBrasil e em vários países da Europa, o que permitirá à empresaampliar as suas atividades no setor de aves. O negócio está avaliado inicialmente em 680 milhões dedólares, sendo 400 milhões em dinheiro e 280 milhões em açõesdo Marfrig, que serão emitidas no momento em que a transaçãofor concluída, após o processo de auditoria que deverá estarencerrado em 60 dias. A operação poderá envolver outros 220 milhões de dólares,baseados no desempenho futuro das unidades de negócios situadasna Europa recém-adquiridas, segundo o Marfrig. "Esses investimentos reforçam a estratégia do Marfrig deacessar diretamente os mercados internacionais, diversificandoe ampliando sua atuação com um portifólio diversificado emproteínas animais", disse Ricardo Florence, diretor de Relaçõescom Investidores do Marfrig, em um comunicado. Em março, o Marfrig havia anunciado a compra das empresasDaGranja e Pena Branca, entrando no setor avícola, em negóciosque superaram 100 milhões de dólares, além de outro acordo paraadquirir o grupo britânico CDB Meats, importante importador edistribuidor de produtos alimentícios no Reino Unido. Em fevereiro, o Marfrig anunciou acordo para a aquisição de100 por cento das ações da Carroll's Food do Brasil S.A por42,2 milhões de reais, cuja principal atividade é a criação ecomercialização de suínos de alta qualidade. Com a negociação dos ativos do OSI, o grupo prevê aaquisição no Brasil das empresas Braslo Produtos de Carnes(importante fornecedor de redes "fast food" em produtos devalor agregado de carne e de aves), Penasul Alimentos(detentora da marca Pena Branca no Sul do país), que atua emindustrializados de frangos e suínos, e da Agrofrango Indústriae Comércio de Alimentos. Na Europa, o Marfrig deverá comprar o grupo Moy Park (aquarta maior empresa da Irlanda do Norte) e seu conjunto deplantas na Irlanda do Norte, Inglaterra, França e Holanda, queabrange o maior negócio verticalmente integrado de produtosindustrializados, in natura e de valor adicionado em frango doReino Unido, com operações de processados também na França. A Moy Park, em conjunto com a OSI/Brasil, tem capacidade deproduzir 774 toneladas diárias de processados e abastece asprincipais redes varejistas da Europa, como Tesco eSainsbury's, além de ser um dos maiores fornecedores das redesMcDonald's e KFC, segundo comunicado da empresa. A transação anunciada nesta segunda-feira inclui ainda aKitchen Range Foods, com atividades na produção e distribuiçãode produtos alimentícios, incluindo congelados, vegetais epanificação no Reino Unido, e também da Albert Van Zoonen, queproduz e distribui produtos de valor adicionado congelados naHolanda. "Somadas as empresas recém-adquiridas com as que o Marfrigjá possui no Brasil, as unidades no Brasil e exteriorresponderão pelo abate de 1,7 milhão de frangos por dia, alémde aumentar significativamente a participação da empresa emprodutos processados e industrializados de aves e outrasproteínas animais... e outros produtos alimentícios", afirmou aempresa. O grupo OSI terá direito a um lugar no conselho deadministração do Marfrig, e o financiamento da aquisição"envolverá oportunamente aumento de capital do Marfrig e nãoafetará o controle acionário da empresa". O Marfrig conta hoje com 18 plantas de abate de bovinos(nove no Brasil, cinco na Argentina e quatro no Uruguai), alémde 18 plantas de produtos industrializados e processados (dezno Brasil, quatro na Argentina, duas no Uruguai, uma no Chile euma no Reino Unido). (Por Roberto Samora)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.