Marfrig estuda aquisições na Argentina e no Uruguai

O frigorífico Marfrig confirmou ontem ao mercado brasileiro a negociação para compra de quatro empresas na Argentina e no Uruguai. Juntas, as unidades abatem 4,4 mil cabeças de bovinos por dia. Hoje, a Marfrig abate 13,7 mil cabeças por dia. Além de confirmar as negociações para a compra de 70,51% da argentina Quickfood e da subsidiária uruguaia Colonia, a Marfrig informou que avalia ainda a aquisição de outras duas empresas: a Best Beef S.A. e a Estâncias del Sur, ambas da Argentina.Os negócios, segundo comunicado da Marfrig, são estimados em US$ 266,8 milhões. A empresa estima em até 50 dias o prazo para a conclusão do trabalho de avaliação dos ativos e o fechamento do negócio. As ações da Marfrig na Bovespa caíram ontem 1,52% depois do anúncio da negociação.A Quickfood é a atual líder no segmento de carne bovina na Argentina. Possui quatro unidades para abate, processamento e exportação de carne e derivados para a América Latina, Caribe, Europa e Ásia. A capacidade diária de abate é de 1,4 mil cabeças e a de processamento chega a 189 toneladas diárias de hambúrgueres, cortes frios e carne cozida congelada.A Quickfood é dona da marca de hambúrguer Paty, produto que detém 60% do mercado argentino e 45% do mercado uruguaio. A compra da unidade da Quickfood no Uruguai dá à Marfrig o controle de grande parte das exportações de carne do País. A Colonia foi a maior exportadora do Uruguai entre os anos de 2004 e 2006. Possui capacidade diária de abate de 1,2 mil cabeças e pode processar 30 toneladas por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.