Marfrig rejeita bois de áreas desmatadas

A Marfrig Alimentos afirmou ontem que se compromete a não comprar, abater ou comercializar bovinos originários de área do Bioma Amazônico que tenham sido desmatadas. A companhia também informou, em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que excluirá de sua lista de fornecedores pecuaristas que tiverem uma única fazenda embargada, até que sua situação se encontre regular. Na semana passada, a Marfrig já havia informado, também por meio de documento encaminhado à CVM, que não adquiria gado de fazendas incluídas na relação de áreas embargadas pelo Ibama.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.