Sérgio Moraes/ Reuters
Sérgio Moraes/ Reuters

Maria Silvia Bastos Marques deixa conselho consultivo do Goldman Sachs no Brasil

Executiva está no conglomerado norte-americano há quase três anos; nome de um possível substituto não foi divulgado

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2020 | 16h20

O Goldman Sachs anunciou na tarde desta sexta-feira, 11, que a presidente do conselho consultivo do banco no Brasil, Maria Silvia Bastos Marques, vai deixar a instituição no fim deste ano. Com passagens em nomes como a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a executiva está no conglomerado norte-americano há quase três anos.

Maria Silvia ingressou no Goldman Sachs como presidente, em fevereiro de 2018. Um ano depois, subiu à presidência do conselho consultivo do banco no Brasil.

Em nota à imprensa, o Goldman Sachs agradece os serviços prestados pela executiva e destaca sua contribuição ao banco durante um período de "mudanças significativas" no Brasil. Menciona ainda o incentivo de Maria Silvia à criação de projetos educacionais de diversidade e inclusão.

Em entrevista recente ao Estadão/Broadcast, ela relatou que o fato de ter ingressado na vida executiva em um nível mais alto a blindou de vivenciar situações explícitas de machismo em sua carreira. Primeira mulher em todos os cargos que ocupou, e ainda por cima jovem, mostrou os desafios de liderar essa batalha por onde passou.

"Tem uma hora em que o 'clube do Bolinha' pesa e eu sentia falta de um 'clube da Luluzinha'. Não é para ser só um ou só o outro. O ideal é termos os dois e que possam interagir", disse.

O Goldman Sachs informa ainda que o banco no Brasil continuará a ser gerido de forma colegiada pelo grupo composto por executivos seniores, que integram o comitê executivo de gestão local. O conglomerado não divulgou o nome de um possível substituto para o cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.