MasterCard começa negociações na bolsa com alta de 11%

As ações da MasterCard International, segunda maior empresa de formas de pagamento do mundo, começaram a ser negociadas nesta quinta-feira na bolsa com alta de 11%, após uma oferta pública de aquisição que arrecadou cerca de US$ 2,4 bilhões. A estréia começou com a venda de 61,52 milhões de ações - 46% do capital.O preço definitivo de venda ficou em US$ 39 - abaixo da categoria estimada de US$ 40 a US$ 43 por ação. Mas analistas destacam o sucesso da operação, a maior desde maio de 2004, quando a Genworth Financial arrecadou US$ 2,83 bilhões no início de suas operações na bolsa.Na manhã desta quinta-feira, as ações da companhia subiam US$ 4,4 (11,28%), para US$ 43,40.Trimestre A empresa fechou o primeiro trimestre do ano com lucro líquido de US$ 127 milhões, 37% a mais que no mesmo período do ano anterior. No período, as vendas totais realizadas com seus cartões somaram US$ 425,9 bilhões, 54% delas fora dos Estados Unidos, onde a emissão de cartões aumentou 11%, para 772,4 milhões.A companhia espera utilizar a maior parte do capital para resgatar ações de série B e reter cerca de US$ 650 milhões para financiar um aumento de capital que, entre outros, permita aumentar seus negócios e enfrentar suas obrigações legais.Em outubro de 2004, a Corte Suprema de Justiça dos Estados Unidos ratificou a decisão judicial de um tribunal de Nova York, que declarou as associações que administram os cartões de crédito Visa e MasterCard culpados de infringir as leis contra o monopólio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.