Mastercard faz acordo com AmEx em ação antitruste

A American Express (AmEx) chegou a um acordo de US$ 1,8 bilhão para encerrar um processo antitruste contra a MasterCard. No processo, Mastercard, Visa e alguns bancos eram acusados de proibir as empresas financeiras de emitir cartões de crédito da American Express. Pelo acordo, a Mastercard iniciará no terceiro trimestre o pagamento de 12 parcelas trimestrais no valor de US$ 150 milhões, dependendo do desempenho da divisão Rede Global de Serviços Corporativos nos EUA da American Express.Em 2004, a AmEx processou a Visa, a Mastercard e oito dos bancos associados a essas empresas pela imposição de regras que proibiam as instituições financeiras de emitirem cartões da American Express. O processo foi aberto pouco depois que a Suprema Corte manteve a decisão de um tribunal inferior segundo a qual a Visa e a Mastercard deveriam permitir que seus bancos associados emitissem cartões de redes concorrentes.A Visa concordou em pagar US$ 2,25 bilhões em novembro. Junto com os pagamentos a serem feitos pela Mastercard, a AmEx receberá US$ 880 milhões por ano ao longo dos próximos três anos. O presidente do conselho de administração da AmEx, Ken Chenualt, disse que os indicadores de crédito têm se enfraquecido além das expectativas da empresa, em meio à continuada deterioração do ambiente de negócios nos EUA. Ele acrescentou que "é muito cedo para avaliar o impacto" do acordo, mas que o acerto "ajudará a aliviar o impacto deste enfraquecimento do ciclo econômico".Já o presidente do conselho de administração da Mastercard, Robert W. Selander, afirmou que a companhia ficou satisfeita por ter fechado um acordo que lhe possibilitará "manter intacto o forte balanço patrimonial". Selander acrescentou que a "eliminação da incerteza" de um prolongado caso judicial é o melhor para os acionistas. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.