Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mattel faz recall de 21,8 milhões de brinquedos, 850 mil no Brasil

Produtos têm ímãs que podem se soltar. Outros, fabricados na China, usam pintura com excesso de chumbo

Ana Paula Lacerda e Marianna Aragão, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2015 | 00h00

Pouco mais de uma semana após anunciar um recall de 1,5 milhão de brinquedos, a Mattel (fabricante das bonecas Barbie e Polly) anunciou ontem um novo recall, agora com dimensões bem maiores: são 21,8 milhões de brinquedos, fabricados entre 2002 e 2007, que devem ser recolhidos. Os produtos contêm ímãs que podem ser engolidos pelas crianças ou foram fabricados com tinta que contém concentrações perigosas de chumbo. A maior parte dos brinquedos foi fabricada na China.O processo é mundial e desta vez inclui o Brasil. Cerca de 850 mil brinquedos foram comercializados no País: são brinquedos Polly Pocket com ímãs (coleção Num Click), a boneca Barbie & Tanner e bonecos Batman, também com ímãs. O recall foi classificado como ''''preventivo'''', porque nenhum desses produtos apresentou problemas ou causou dano aos consumidores. Mas, como a empresa alterou a maneira de produzir brinquedos com ímãs, deixando-os mais firmes, todos os brinquedos fabricados da maneira antiga (que poderiam se soltar) serão recolhidos.''''Todo recall é doloroso, mas este está sendo feito porque queremos melhorar a forma de fabricar brinquedos'''', afirmou o diretor-financeiro da Mattel no Brasil, Ronald Schaffer. ''''Todo consumidor que tiver algum desses brinquedos, ou tiver dúvidas deve entrar em contato com a empresa e será atendido'''' (ver texto abaixo).No exterior, estão na lista do recall, além dos produtos existentes no mercado brasileiro, bonecos da linha One Piece com ímãs e mais um modelo de brinquedo que apresentou excesso de chumbo na composição da tinta: o carrinho Sarge, personagem do filme da Disney/Pixar Carros. Cerca de 253 mil carrinhos foram comercializados em todo o mundo.O Sarge era produzido por uma indústria terceirizada pela Mattel na China. No recall do dia 2, quando foram recolhidos brinquedos da marca Fisher-Price, o excesso de chumbo também foi detectado em brinquedos que haviam sido fabricados naquele país por uma empresa terceirizada chamada Lida Toys. No sábado, o diretor da Lida Toys, Zhang Shuhong, cometeu suicídio. Segundo a Associação das Indústrias de Brinquedos dos Estados Unidos, 80% dos brinquedos vendidos nas lojas daquele País são fabricados na China.''''Não é a 1ª vez que ocorrem problemas com essa empresa'''', critica o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedo (Abrinq), Synésio Batista. ''''Eles têm a política de fazer brinquedos onde é mais barato. Quantos suicídios vão ocorrer agora?'''', pergunta. Ele diz, porém, que os produtos que estão no Brasil não apresentaram problemas. ''''Foram testados por órgãos ligados ao Inmetro, aprovados e a empresa, corretamente, fez um recall preventivo no Brasil acompanhando a ação mundial.''''Nos EUA, diz Synésio, não há um órgão como o Inmetro para testar brinquedos. ''''As empresas fazem autodeclarações de qualidade, o que abre espaço para falhas.'''' A presidente da Comissão de Segurança do Consumidor dos EUA (CPSC), Nancy Nord, disse que a entidade estuda a criação de padrões para testes de qualidade de brinquedos importados da China.Não há uma estimativa do custo deste processo à Mattel. No recall anterior, estimava-se que a empresa gastaria US$ 30 milhões para recolher os 1,5 milhão de brinquedos. Ontem, as ações da empresa caíram cerca de 3% na Bolsa de Nova York. Na semana passada, a queda havia sido de 9%.BRASILA pequena Victoria, de dois anos, é dona de três bonecas Polly. Para alívio da mãe, a advogada Silvia Kasemodel, nenhum dos modelos foi alvo do recall anunciado ontem. ''''Sempre confiro a indicação da idade ao comprar qualquer brinquedo mas, neste caso, foge ao nosso alcance'''', diz Silvia. No caso das bonecas, ela separou os pequenos acessórios que acompanham o brinquedo para evitar que possam ser engolidos pela criança. ''''Ainda assim, a Victoria só brinca acompanhada por algum adulto.'''' Segundo a advogada, apesar de grave, o episódio do recall não fará com que deixe de comprar outros brinquedos para a filha.O diretor de fiscalização do Procon-SP, Paulo Arthur Goes, afirma que a fiscalização de brinquedos no Brasil é uma das melhores do mundo. ''''Todos os lotes fabricados aqui ou importados passam por testes de detecção de chumbo, além de muitos outros.'''' O Procon aguarda que a Mattel envie um comunicado explicando quando e como o problema com os ímãs foi detectado. ''''A empresa terá de fazer um plano de mídia para que todos os consumidores sejam informados do recall.'''' Segundo Schaffer, da Mattel do Brasil, a partir de hoje haverá anúncios em jornais, rádio e TV com anúncios dos procedimentos.Redes de lojas de brinquedos já estão retirando os brinquedos com problemas de suas prateleiras. A PBKids e a Ri Happy, por exemplo, começaram a enviar os produtos com problemas à Mattel. ''''Como muitos brinquedos eram de linhas antigas, há poucos produtos nas lojas'''', diz Ricardo Sayon, diretor da Ri Happy. ''''Em nossa rede, tínhamos só mais 6 brinquedos destes.''''

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.