Mattel terá que enfrentar mais um processo

Diante de um novo recall convocado pela fabricante de brinquedos Mattel para troca de produtos suspeitos de conterem excesso de chumbo na tinta, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça, deve abrir na semana que vem mais um processo administrativo contra a empresa. A primeira investigação foi instaurada logo após a empresa anunciar em agosto um recall no País para recolhimento de brinquedos das linhas Polly, Batman e Barbie&Tanner que têm ímãs aparentes que correm o risco de se desprender e de ser engolidos pelas crianças.O novo processo deverá se concentrar em apurar porque a empresa manteve a comercialização no Brasil destes produtos já que havia a suspeita de problemas com a tinta nos brinquedos vendidos em outros países. Os produtos foram fabricados em três empresas terceirizadas pela Mattel na China e podem estar comprometidos com excesso de chumbo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.