Divulgação
Divulgação

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

McDonald's demite funcionário que liberou vídeo de mulher destruindo loja

Sandra Duarez, de 41 anos, foi presa por resistência a prisão, mas pagou fiança de US$ 7 mil e foi libertada três dias após depredar lanchonete na Flórida

Economia & Negócios,

09 de abril de 2014 | 09h40

MIAMI - A polícia identificou a consumidora que invadiu uma lanchonete McDonald's na Flórida só com a parte debaixo do biquíni e destruiu a loja quando um atendente pediu que ela se vestisse.

Sandra Suárez , de 41 anos, foi detida pela polícia após jogar a caixa registradora e boa parte do estoque de alimentos no chão. Ela só interrompeu a destruição para tomar um sorvete. O prejuízo foi de US$ 10 mil, segundo o relatório da polícia local.

A invasão foi no dia 24 de março mas o vídeo espalhou-se agora pela internet. A mulher foi levada para a cadeia do condado de Pinellas sob a acusação de injúria e resistência à prisão. Após pagar fiança de US$ 7 mil ela foi liberada no dia 29.

De acordo com um relatório policial obtido pelo jornal Tampa Bay Times, a mulher entrou no McDonald's em Pinellas Park, na costa oeste da Flórida, no dia 24 de março, e quando um funcionário pediu-lhe para colocar algumas roupas ela recusou-se e surtou, passando a destruir tudo o que encontrava pela frente, usando apenas um fio dental.

Demissão. "Ela foi totalmente destrutiva", disse ao jornal o porta-voz da polícia de Pinellas Park, sargento Adam Geissenberger. "

Proprietário da franquia do McDonald's, Juan Illas, informou em um comunicado que os funcionários que liberaram o vídeo na internet foram demitidos.

Tudo o que sabemos sobre:
McDonald's

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.