bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

McDonald´s quer vender mais que Big Mac

McVarejo? Com uma loja em cada esquina, o McDonald´s atrai 46 milhões de clientes por dia em mais de 30 mil locais no mundo todo. Agora, a maior rede mundial de fast-food estuda maneiras de usar sua ampla rede para vender outros itens além de comida rápida. Com total ar de segredo, os executivos do McDonald´s chamam o projeto estratégico simplesmente de "expansão". "Precisamos pensar em nós mesmos como varejistas", disse o diretor financeiro, Matthew Paull. "O que mais podemos fazer que possa nos dar um monte de dinheiro?"Embora se recuse a divulgar o que significa "expansão", Paull afirma que a empresa está dois anos longe de lançar qualquer coisa "além de comida", mas a empresa "tentará uma série de experimentos".No longo prazo, a gigante de hambúrgueres precisa encontrar mais fontes de receita. Suas vendas desaceleraram no saturado mercado de fast-food dos EUA, onde tem 13.100 lojas.De brinquedo a relógioEspecialistas em varejo acreditam que o McDonald´s provavelmente se manterá perto de seu público principal, a família, através da formação de parcerias com a Walt Disney. O presidente da Store, unidade de consultoria de varejo do grupo de marketing WPP, Gwen Morrison, aposta que o McDonald´s venderá brinquedos ou oferecerá pacotes de viagem para os parques da Disney enquanto as mães tomam conta dos filhos que brincam nos playgrounds da lanchonete.Mas existem barreiras sobre a variedade de produtos que o McDonald´s pode vender. Os especialistas dizem que há pouco espaço para exibir mercadorias ou armazenar estoques. E, roupas estão fora de cogitação, por causa do cheiro de gordura dos hambúrgueres. O McDonald´s também não poderá se dar ao luxo de paparicar os clientes, na opinião do presidente da consultoria nova-iorquina Kurt Salmon Associates, Peter Brown, já que os clientes entram e saem num pulo.Brown diz que pode imaginar o McDonald´s vendendo artigos como adesivos, vídeos e até relógios. "Coisas pequenas que não sejam volumosas ou tão caras", afirma. Embora ninguém possa advinhar por enquanto, o McDonald´s pode simplesmente atuar mais como uma agência de propaganda e vender espaço no verso de seus recibos de pedidos ou exibir anúncios nas telas de TV que tem em suas lojas, comenta o analista da Merrill Lynch, Peter Oakes."Eles têm um canal de divulgação único", diz Oakes. "Há terceiros que iriam amar ter acesso a estas vitrines". Mas o especialista alerta para o fato de que qualquer coisa que o McDonald´s faça não pode interferir na administração de um restaurante estável. Se o serviço de comida for prejudicado, acrescenta ele, "os méritos são mais duvidosos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.