McDonald's recupera perdas e lucra US$ 1,2 bi no 2º trimestre

Maior cadeia mundial de restaurantes havia registrado prejuízo de US$ 711,7 mi no mesmo período de 2007

Reuters,

23 de julho de 2008 | 14h31

 O McDonald's, maior cadeia mundial de restaurantes, anunciou nesta quarta-feira, 23, ganhos maiores que o esperado para o segundo trimestre, impulsionados principalmente pelas vendas fora dos EUA. No período, a rede obteve lucro líquido de US$ 1,190 bilhão, ou US$ 1,04 por ação, frente a uma perda de US$ 711,7 milhões ou US$ 0,60 por ação no segundo trimestre do ano passado - quando completou a venda de seus negócios na América Latina e Caribe.   O lucro líquido do segundo trimestre inclui um ganho de US$ 0,10 por ação com a venda de uma participação minoritária na cadeia de sanduíches Pret A Manger. As receitas da empresa no segundo trimestre cresceram 4% ante o mesmo período de 2007, para US$ 6,075 bilhões.   A cadeia conseguiu se esquivar da crise econômica que atinge os EUA devido aos preços acessíveis das refeições, uma vez que a desaceleração afastou os clientes dos restaurantes mais caros. As vendas fora dos EUA, que impulsionaram os ganhos da rede, vêm superando os resultados domésticos há algum tempo. No entanto, a empresa já começa a se preocupar com o esfriamento da economia mundial frente a alta dos custos dos alimentos e dos combustíveis.

Mais conteúdo sobre:
McDonald's

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.