Medidas cambiais devem ser anunciadas nesta quarta

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta terça-feira que fará todo o esforço para que o conjunto de medidas cambiais seja divulgado ainda nesta quarta-feira. Se houver a divulgação, afirmou, deverá ocorrer após a reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), que foi antecipada para quarta ao meio dia. O CMN é que definirá o porcentual de receitas de exportadores que não precisarão ser internalizadas.A principal medida cambial deve ser a permissão para que os exportadores mantenham seus dólares no exterior, para pagar despesas em moedas estrangeiras. O objetivo do governo é simplificar as transações do exportador e reduzir seus custos. Hoje, o dólar tem de ser trazido para o País em um prazo definido (210 dias). Ou seja, mesmo que o exportador tenha dívidas em dólares no exterior, precisa converter a moeda estrangeira em reais no mercado interno, converter novamente os recursos para dólares e enviá-los para o exterior. Também não pode esperar o melhor momento para vender seus dólares, já que há um prazo limite para isso. Impacto no mercado cambialMantega reiterou que acredita que as medidas terão impacto na taxa de câmbio, apesar de analistas e especialistas do mercado avaliarem que o impacto poderá ser limitado. "É para isso que está sendo feito (as medidas)", afirmou, acrescentando que as medidas visam a simplificação operacional e redução de custos no comércio exterior. O porcentual de receitas de exportadores que não precisarão ser internalizadas ainda não está definido, o que poderá ocorrer em reunião do ministro com sua equipe esta tarde. "Tenham um pouquinho de paciência", pediu.O ministro disse também que vai se reunir com representantes da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional para discutir como ficará da cobrança de CPMF sobre receitas não internalizadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.