Medidas cambiais podem sair no fim de julho, diz Furlan

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, disse nesta terça-feira, em entrevista coletiva, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá anunciar, até o final deste mês, medidas para ajuste de câmbio. O objetivo é atender as empresas exportadoras que têm enfrentado dificuldades para se manterem competitivas no mercado internacional. "O presidente Lula está convocando as diversas áreas do governo para que apresentem soluções e para que ele possa tomar uma decisão", afirmou o ministro, após participar da abertura da "Francal 2006", feira internacional de calçados e artigos de couro, realizada no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.Pouco antes da entrevista, Furlan discursou na abertura da feira e informou aos empresários do setor que o presidente já havia sinalizado, na última segunda-feira, disposição de adotar as medidas de ajuste cambial para os exportadores, após uma reunião com o próprio Furlan e com a presença dos ministros Guido Mantega (Fazenda) e Dilma Rousseff (Casa Civil). "O presidente deu a possibilidade de termos algumas medidas, ainda este mês, que possam dar alento à questão cambial e para que se inverta a perda de competitividade provocada pelo sucesso das exportações brasileiras", anunciou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.