Medidas do BC impulsionam bancos e Bovespa salta 13%

As ações de bancos disparavam na Bolsa de Valores de São Paulo nesta segunda-feira, depois de o Banco Central anunciar medidas adicionais para dar liquidez ao sistema financeiro doméstico. Em destaque, Banco do Brasil decolava 20,6 por cento, a 16,89 reais; Bradesco dava um salto de 20,8 por cento, para 26,70 reais; Itaú avançava 20,2 por cento, valendo 27,52 reais; e Unibanco era levantanda 19,8 por cento, cotada a 16,10 reais. O movimento dava impulso ainda maior ao Ibovespa, que disparava 12,96 por cento, para 40.224 pontos, às 16h13. Seis das dez maiores altas do índice eram do setor bancário. O Banco Central fez nesta segunda-feira novas alterações nas regras dos recolhimentos compulsórios exigidos dos bancos, garantindo assim a liberação de 27,1 bilhões de reais ao sistema financeiro nacional. Entre as medidas anunciadas, estão o aumento do valor de dedução do cálculo do compulsório sobre depósitos a prazo para 2 bilhões de reais. O BC também definiu que as instituições poderão fazer a recompra dos ativos --total ou parcial-- antecipadamente. E ainda autorizou que os bancos reduzam do cálculo do compulsório incidente sobre depósitos feitos por empresas de leasing o volume de dólares que adquiram da autoridade monetária em operações compromissadas. (Reportagem de Aluísio Alves)

REUTERS

13 Outubro 2008 | 16h25

Mais conteúdo sobre:
BOVESPA BANCOS BC*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.